Marketing de Saneamento

on
25 April 2019
Marketing de Saneamento
WaterAid/Arão Valoi

O Marketing de Saneamento (Sanitation Marketing) é um campo emergente que aplica abordagens de marketing social e comercial para ampliar a oferta e a procura por melhores instalações de saneamento. No marketing de saneamento é importante entender:

Produtos que a população-alvo deseja;

O preço que vai pagar por esses produtos;

A WaterAid é uma organização internacuional para fins não lucrativos que trabalha de forma árdua para que o acesso à água potável, ao saneamento e a higiene seja normal para todos em todo o lado. Há mais de 20 anos que trabalha em Moçambique, tendo alcançado mais de um milhão de pessoas com água, saneamento e higiene, nas Províncias de Maputo, Zambézia, Niassa e Nampula. Tudo o que a WaterAid faz é guiado pelo compromisso de alcançar o Objectivo Número 6 dos ODS’s- Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, ou seja, Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos até 2030.

Uma das formas que a WaterAid achou ideal para massificar o saneamento em Moçambique, é a aplicação do marketing de saneamento. Numa fase piloto, a iniciativa está a ser levada a cabo no Município de Boane, no âmbito do seu Programa Urbano, atravês do qual está a implementar o Projecto Lissima Lavu Basisi (Importância da Higiene), abarcando o Município e o Distrito de Boane, em Maputo.

O processo

  1. Pesquisa Formativa

Para o sector de Água, Saneamento e Higiene (ASH), uma pesquisa formativa é um levantamento que visa aferir as práticas, comportamentos, atitudes, determinantes, motivações e barreiras que levam certas pessoas a se comportarem de uma dada forma em relação à ASH. Uma das questões levantadas durante a pesquisa estava relacionada ao modelo de latrina que fosse acessível, aceitável, exequível, disponível, agradável e saudável para o meio ambiente. Para este efeito, dentre várias alternativas avaliadas, optou-se pela Satopan – uma tecnologia inovadora que consiste em um sanitário de baixo custo, fácil de instalar e simples de manusear, daí a designação “xicoti Xinene”.

 

Sanitário SatoPan
WateAid Moçambique
Sanitario Satopan

O sanitário Sato Pan funciona, no mínimo, de forma muito interessante: o recipiente azul permanece fechado, sem acesso à fossa. O peso das fezes e urina empurram a sua tampa para baixo, e depois que as lamas fecais/urina caem, a tampa fecha-se novamente, protegendo os olhos e narizes do usuário da terrível visão e cheiro, além de diminuir a transmissão de doenças ao impedir os insectos de pousar na fossa e depois passear por aí. É uma descarga praticamente sem água. O sistema precisa de apenas 200ml de água por cada uso.

2. Treinamento em sanmark e da tecnologia SatoPan na comunidade de Mahubo 10

Foi seleccionada a Comunidade de Mahubo 10 no Distrito de Boane, para efeitos de treinamento em marketing de saneamento. No âmbito do treinamento, foram seleccionados alguns artesãos (pedreiros e um serralheiro), alguns membros da comunidade para aperfeiçoarem os conhecimentos técnicos sobre a tecnologia SatoPan.

3. Produçao de moldes de latrinas Sato Pan

Aplicação do SatoPan
WateAid Moçambique
Latrina SatoPan em processo de montagem

Tratou-se de um processo desafiante desde o início porque a WaterAid teve que fazer uma comparação dos preços dos materiais submetidos pelo serralheiro Brazão Tembe (que esteve presente no treinamento e que já vinha exercendo a sua actividade) com os preços do mercado. Uma vez feita a comparação, optou-se pela opção mais sustentável: aquisição do material por parte da WaterAid e a devida alocação ao serralheiro Brazão Tembe para ele pudesse fabricar os moldes. A inexistência de uma exeriência similar em Moçambique tornou o processo mais desafiante ainda.

4. Registo de actividade dos artesãos no Município de Boane

No seguimento do treinamento feito foram seleccionados cinco artesãos, tendo a WaterAid dado suporte no processo de registo das suas actividades económicas no Município de Boane.

5. Produção de material promocional

Foi seleccionada uma empresa com requisitos comprovados para a produção de materiais promocionais, nomeadamente cartazes, banners, máscaras, cartas, calendários, spots radiofónicos, etc. O grande desafio enfrentado neste processo, foi transmitir o conceito que se pretendia para a produção dos materiais em alusão.

5.1. Produção do Hino

Foi selecionado o Grupo Coral Clave da Paz, cujos integrantes são nativos, residentes e com uma notável influência no Distrito e Município de Boane. O grupo também tem uma vasta experiência em música gospel, sua marca registada. O grande desafio enfrentado foi a adequação do estilo gospel ao modelo de hino da campanha que a WaterAid pretendia.

 

6. Parceria com instituições de Microfinanças

SatoPan Boane
WaterAid/Arão Valoi
Anciã, em Boane, senta-se em frente ao seu sanitário SatoPan. O mesmo foi construído pela WaterAid para servir de modelo na região.

Este processo é crucial para a estratégia de Sanitation Marketing. Inicialmente houve desafios para encontrar-se o parceiro ideal para trabalhar com a WaterAid nesta actividade. Após vários encontros, com várias organizações de microcrédito, conseguimos desenvolver relações com vista a estabelecer parceria com CMS e com o My Bucks Bank. As negociações com CMS não foram fáceis. E compreende-se: O marketing de saneamento é algo novo em Moçambique, e não há muita experiência tanto da WaterAid como da CMS. A possibilidade de parceria com esta organização acabou sendo uma miragem. Por outro lado, as negociações com o My Bucks Bank, decorrem de maneira mais positiva.

O My Bucks Bank é instituição de grande dimensão e tem experiência de trabalho com algumas ONG’s e também acções de responsabilidade social. Varias visitas às comunidades de Boane foram efectuadas, com o objectivo de mostrar o potencial de negócio ao My Bucks Bank, e ao mesmo tempo dar a conhecer o modelo de negócio às comunidades de Boane com o objectivo de obter o Feedback das mesmas. As visitas às comunidades foram muito positivas, e permitiu-nos obter um certo esclarecimento e ajudou-nos perceber a melhor maneira de empreender o negócio. De momento o acordo verbal já foi alcançado, faltando só a assinatura do MOU entre as duas instituições