Como parte do nosso trabalho, identificamos três áreas principais que colocam desafios adicionais para as zonas urbanas e pequenas cidades em Moçambique, nomeadamente fraca coordenação e planeamento sectorial, baixo conhecimento dos cidadãos sobre os seus direitos e obrigações em matéria de água, saneamento e higiene (ASH) e adopção limitada de boas práticas comportamentais em higiene e saneamento.

O Programa Urbano e Pequenas Cidades está a ser implementado em quatro regiões geográficas, nomeadamente:

  1. Município de Boane
  2. Município de Maputo
  3. Município de Cuamba
  4. Município de Quelimane

De uma forma geral, estas áreas são caracterizadas por práticas de higiene não adequadas e fraco acesso aos serviços de água e saneamento.

WaterAid recolha de residuos
WaterAid/Hélder Samo Gudo
A WaterAid apoia os municípios no fortalecimento das suas capacidades de gestão municipal.

A WaterAid apoiou no desenvolvimento de planos directores dos municípios de Boane, Cuamba e Quelimane, com horizonte temporal de dez anos. Os Planos Directores de ASH vão permitir aos municípios terem um planeamento do uso da terra integrado e alinhado com outros aspectos de desenvolvimento social e económico tendo em conta o crescimento populacional. Também irão ajudar na angariação de financiamentos para a implentação das suas intervenções na componente de ASH.

Em última instância, estes documentos visam influenciar ou fortalecer o ambiente e capacidade institucional dos municípios para a implementação de projectos de ASH; promover o aumento equitativo e sustentável do acesso ao abastecimento de água e saneamento seguro e contribuir para a elevação da consciência dos munícipes para a mudança de comportamento sobre água, higiene e saneamento.

Influenciamos a implementação de políticas e a responsabilização, o que proporciona serviços de Água, Saneamento e Higiene (ASH) equitativos e sustentáveis.

Em todos os nossos projectos de água e saneamento, integramos a componente de promoção de mudanças de comportamento nas práticas de higiene nas comunidades.

Apoiamos a existência de um sector de ASH forte e actuante, que reforce a coordenação dos diferentes intervenientes e melhore a qualidade dos serviços prestados.